FOLHA DA BARRA - UM JORNAL DE VERDADE!!!

07/05/2010

ROSEANA SARNEY OUVE RECLAMAÇÕES EM PORTO FRANCO

A governadora Roseana Sarney vai a Porto Franco e ouve reclamações contra as perseguições que seu governo tem feito ao município

Não tem sido fácil para a governadora Roseana o seu périplo pelo Estado no que ela classifica de governo itinerante. Roseana tem encontrado forte oposição, frieza ou indiferença do povo. Muitas vezes também tem escutado o que não esperava ouvir.
Na quarta-feira (05), durante sua visita ao município de Porto Franco, cidade governada pelo pedetista Deoclides Macedo, a governadora foi recebida educadamente pelo prefeito, secretários e vereadores, mas ouviu poucas e boas do chefe do executivo municipal e de outras lideranças contra a forte perseguição que Porto Franco sofreu desde que Roseana assumiu o governo.
Deoclides Macedo recebeu Roseana na Prefeitura, acompanhado de sua equipe, o vice-prefeito Adersinho e todos os vereadores. Estava na comitiva da governadora o prefeito de Balsas, Chico Coelho, entre outras lideranças da região. Foi o primeiro encontro do prefeito de Porto Franco com a governadora Roseana, desde que os dois romperam relações políticas em 2002.
Feitos os cumprimentos de praxe, Roseana explicou aos presentes o motivo da visita da comitiva à cidade dizendo que buscava o diálogo com todos os prefeitos da região, alegando não tinha vindo antes por motivos de doença.
Deoclides abriu a reunião apresentando um documento para Roseana que foi lido ali mesmo, solicitando que a governadora devolva os recursos cortados do Pólo de Saúde para a média complexidade, num total de 2,66 milhões bem como devolva os recursos dos convênios deixados pelo ex-governador Jackson Lago na ordem de 4,93 milhões de reais, recursos estes que foram estornados para os cofres do estado por força de decisão judicial em ação ajuizada pelo então deputado estadual Ricardo Murad.
Deoclides solicitou também que Roseana restabeleça a 3.ª Companhia de Polícia Militar Independente transferida de Timon para Porto Franco pelo art. 6.º da Lei estadual n.º 8.362, de 29 de dezembro de 2005 e que foi desativada pelo então Secretário de Segurança Pública Raimundo Cutrim.
O corte de recursos da saúde se deu através da Resolução CIB n.º 55/2009 que reduziu em 54,51% dos recursos do Pólo de Saúde de Porto Franco. Um corte mensal de R$ 266.663,82 que acumulado desde agosto/09 chega hoje à cifra de 2,66 milhões.
“As duas principais questões econômico-financeiras que se abateram duramente sobre as finanças públicas de nosso município foram o corte nos recursos da saúde e dos convênios deixados pelo ex-governo Jackson Lago, e que necessitam de reapreciação política e administrativa por parte da governadora para o restabelecimento do equilíbrio econômico-financeiro do Município”, disse Deoclides.
Roseana por sua vez veio mais uma vez com a mesma conversa, de que os convênios foram considerados ilegais pela Justiça e que sobre eles não há nenhuma possibilidade de conversa. “Este assunto está encerrado”, disse Roseana.
Sobre o corte da saúde, a governadora disse que o que ocorreu foi um “realinhamento de recursos”, momento em que a ex-secretária municipal de saúde Valéria Macedo, que é servidora de carreira técnica do Município, quebrou o protocolo e disse para Roseana que o corte foi feito sem nenhum critério técnico, que os técnicos de Saúde do governo nunca vieram no município ver a infraestrutura de saúde. “A população é quem experimenta o prejuízo com ações dessa natureza”, disse Valéria Macedo, que se desincompatibilizou para ser candidata a deputada estadual no pleito deste ano pelo PDT.
“Peço que a governadora devolva o dinheiro da saúde do Pólo de Porto Franco até que os hospitais prometidos sejam concluídos, instalados, equipados e entrem em funcionamento porque até lá o povo não pode ficar sem atendimento”, finalizou Valéria, dizendo que o Pólo de Porto Franco faz média complexidade e funciona como um filtro, que o SUS de Imperatriz seria apenas a alta complexidade e que sem a média complexidade o sistema de Imperatriz não suportará a demanda.
Após a intervenção da ex-secretária, Roseana pediu ao secretário de estado da saúde que fosse ver o hospital municipal Aderson Marinho e após a determinação se dirigiu para um encontro com seus partidários, entre estes o ex-prefeito Josimar Nogueira da Silva, o “Fia”.

Escrito por Folha da Barra às 19h21
[] [envie esta mensagem] []



[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]
 
 
 
       
   
Histórico

OUTROS SITES
    TURMA DA BARRA
  Adonias Soares (Presidente Dutra)
  Diario do Grajau
  Tuntum Cidade
  O Bom Maranhense
  Super Conectado - Netanias
  UOL - O melhor conteúdo
  BOL - E-mail grátis
  Blog do Ivan Silva


VOTAÇÃO
    Dê uma nota para meu blog